Transtorno de estresse pós-traumático

06-02-2020

Wiki Zenfy: Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)

Entenda o que é o TEPT (Transtorno de Estresse Pós-Traumático), seus principais sintomas e quais são os tratamentos indicados.

 

O que é o Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT)?

De acordo com o Manual MSD, o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) consiste em reações disfuncionais intensas e desagradáveis que têm início após um evento extremamente traumático. Quando algo terrível e marcante acontece, muitas pessoas ficam afetadas de maneira duradoura. Porém, para algumas, tais efeitos são tão persistentes e graves que se tornam debilitantes, representando um transtorno.

Este transtorno constitui uma resposta retardada a uma situação ou evento estressante (de curta ou longa duração), de natureza excepcionalmente ameaçadora ou catastrófica, e que provocaria sintomas evidentes de perturbação na maioria dos indivíduos. O TEPT integra o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5, 2014) na categoria “Transtornos Relacionados a Trauma e a Estressores”. Os transtornos relacionados a trauma e a estressores incluem transtornos nos quais a exposição a um evento traumático ou estressante e podem ser classificado como:

  • Transtorno de Apego Reativo;
  • Transtorno de Interação Social Desinibida;
  • Transtornos de Adaptação;
  • Transtorno de Estresse Agudo (TEA);
  • Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT).

 

Principais sintomas do TEPT

A Secretaria de Saúde de Santa Catarina elucida que os sintomas comuns incluem a revivescência repetida do evento traumático sob a forma de lembranças invasivas (também conhecidos como flashbacks), de sonhos ou de pesadelos; ocorrem num contexto durável de “anestesia psíquica” e de embotamento emocional, de afastamento em relação aos outros, insensibilidade ao ambiente, anedonia (que é a incapacidade de sentir prazer em atividades normalmente agradáveis), e de evitação de atividades ou de situações que possam despertar a lembrança do traumatismo.

Outro ponto importante é que a pessoa que sofreu um estresse pós-traumático pode apresentar algumas dificuldades como, por exemplo, de sintetizar, categorizar e integrar a memória traumática numa narrativa, ou seja, relatar os detalhes do que ocorreu. A vítima pode também apresentar dificuldade de acessar fragmentos dos eventos em sua memória (Fonte: Sociedade Brasileira de Clínica Médica – SBCM).

Além disso, a pessoa pode apresentar alterações no estado de alerta e nas reações, tais como:

  • dificuldade em adormecer ou se concentrar;
  • tornar-se excessivamente vigilante quanto à presença de sinais de alerta de risco. Por exemplo, é possível que a pessoa se assuste facilmente.
  • incapacidade de controlar as reações, resultando em comportamento imprudente ou até mesmo, de ataques de raiva.

O Transtorno de Estresse Pós-Traumático pode ocorrer em qualquer idade. Além disso, os sintomas podem se iniciar entre semanas e meses após o evento estressor (desencadeante).

 

Principais tratamentos

A psicoterapia é o principal tratamento do TEPT. Porém, paralelamente também é possível adotar técnicas de controle do estresse, como a respiração e o relaxamento, pois os exercícios ajudam a controlar a ansiedade, podendo aliviar os sintomas.

O uso de medicamentos (farmacoterapia) também pode ser indicado pelo profissional, de acordo com o quadro apresentado pela pessoa.

A ajuda de profissional especializada é fundamental para que a pessoa receba o tratamento correto. Uma intervenção precoce, assim como o tratamento imediato são fundamentais para uma plena recuperação.

 

Você quer continuar se informando? Separamos aqui um outro post que, certamente, vai te interessar: “Descubra os benefícios da meditação guiada para dormir”. E se você quiser se manter sempre atualizado, basta nos seguir através do Facebook, do Instagram ou através do Blog Zenfy.