09-10-2020

Sintomas de crise de ansiedade: o que é importante saber?

Entenda o que é ansiedade, os principais sintomas de crise de ansiedade e aprenda a diferenciá-los de outras doenças.

 

Os sintomas de crise de ansiedade, muitas vezes, podem ser confundidos com sintomas de outras doenças, inclusive do coronavírus.

Isso traz muito angústia e medo para as pessoas que sofrem de crise de ansiedade.

Por isso, para desvendar, de uma vez por todas, os sintomas de crise de ansiedade, o tema do nosso post de hoje vai ser exatamente sobre isso. Vamos juntos?

 

 

 

Afinal, o que é ansiedade?

 

Antes de falarmos sobre os sintomas de crise de ansiedade, é importante entender, afinal, o que é ansiedade, pois este termo é utilizado, muitas vezes, de maneira errada e, até mesmo, pejorativa.

Em uma linguagem não técnica, a ansiedade pode ser entendida como aflição, angústia, perturbação do espírito causada pela incerteza, dentre outros.

Tecnicamente na área de saúde (Anvisa, 2012), o termo ansiedade é utilizado para descrever a resposta mental e psíquica a situações de medo ou ameaça.

Neste caso, a resposta pode incluir tremores, falta de ar, aumento dos batimentos cardíacos, sudorese, alterações gastrointestinais e outros sintomas.

Assim, a ansiedade pode ser entendida como uma categoria genérica e ampla. Por isso, a Anvisa traz 4 (quatro) principais transtornos relacionados com a ansiedade:

 

  • Transtorno do Pânico: a manifestação central é o ataque de pânico, um conjunto de manifestações de ansiedade com início súbito, com diversos sintomas físicos e com duração limitada no tempo, em torno de 10 minutos.
  • Transtorno de ansiedade social: medo de ser exposto à observação atenta do outro e que leva a evitar situações sociais. Além disso, caracteriza-se por perda da autoestima e medo de ser criticado.
  • Transtorno de ansiedade generalizada (TAG): as manifestações de ansiedade oscilam ao longo do tempo, mas não ocorrem na forma de ataques, nem se relacionam com situações determinadas. Estão presentes na maioria dos dias e por longos períodos, podendo ser de muitos meses ou, até mesmo, anos.
  • Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC): caracterizado essencialmente por ideias obsessivas ou por comportamentos compulsivos recorrentes.

 

Já de acordo com o Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais (DSM-5), os transtornos de ansiedade incluem transtornos que compartilham características de medo e ansiedade excessivos, sendo que medo é a resposta emocional à ameaça iminente real ou percebida, enquanto ansiedade é a antecipação de ameaça futura. E, dentre os transtornos relacionados, têm-se:

 

  • Transtorno de Ansiedade de Separação;
  • Mutismo Seletivo;
  • Fobia Específica;
  • Transtorno de Ansiedade Social (Fobia Social);
  • Transtorno de Pânico;
  • Transtorno de Ansiedade Generalizada;
  • Agorafobia;
  • Transtorno de Ansiedade Devido a Outra Condição Médica;
  • Outro Transtorno de Ansiedade Especificado;
  • Transtorno de Ansiedade Não Especificado.

 

a vida de um ansioso não é o drama que muitos pensam é a inquietude no coração que poucos sentem

 

E a crise de ansiedade?

Já a crise de ansiedade ou ataque de pânico é o momento em que os sintomas da ansiedade se manifestam de maneira mais abrupta e mais intensa, como se fosse um pico.

No geral, quem sofre de crise de ansiedade já possui um histórico relacionado com ansiedade generalizada ou, até mesmo, síndrome do pânico.

Porém, é preciso entender que sentir ansiedade em alguns momentos pontuais da nossa vida como, por exemplo, minutos antes de entrar no palco para ministrar uma palestra ou antes de uma reunião importante com a diretoria, é normal.

Até no mundo nos famosos, celebridades que já passaram por isso acaba sendo algo bem comum.

Assim, é preciso entender que toda essa descarga de hormônios que culmina na crise de ansiedade faz parte de uma reação natural do organismo.

Mas é necessário observar quando esses sinais passam a se tornar frequentes, intensos e generalizadas, além de comprometer a rotina do indivíduo.

 

 

 

Principais sintomas de crise de ansiedade

 

Outro ponto importante é compreender que a crise de ansiedade (ou ataque de pânico) não é um transtorno mental e não pode ser codificado.

Como já abordado, as crises de ansiedade podem ocorrer em diversos contextos diferentes e podem estar associados (ou não) a outros transtornos.

 

Os principais sintomas de crise de ansiedade são:

 

  • Palpitações, coração acelerado ou taquicardia;
  • Sudorese;
  • Tremores ou abalos;
  • Sensações de falta de ar ou sufocamento;
  • Sensações de asfixia;
  • Dor ou desconforto torácico;
  • Náusea ou desconforto abdominal;
  • Sensação de tontura, instabilidade, vertigem ou desmaio;
  • Calafrios ou ondas de calor;
  • Parestesias (anestesia ou sensações de formigamento).
  • Desrealização (sensações de irrealidade) ou despersonalização (sensação de estar distanciado de si mesmo);
  • Medo de perder o controle ou “enlouquecer”;
  • Medo de morrer.

 

É importante lembrar que os sintomas podem variar de indivíduo para indivíduo, além de variar de acordo com a própria intensidade dos sintomas.

Assim, a crise de ansiedade é caracterizada por sintomas somáticos, cognitivos, comportamentais, emocionais, além de perceptivos.

Muitas vezes os sintomas somáticos podem ser confundidos com sintomas de outras doenças, como coronavírus ou infarto.

Por isso, cultivar o autoconhecimento, assim como formas de aliviar os sintomas de crise de ansiedade e cuidar do seu bem-estar são estratégias muito positivas.

 

E você? Quer se aprofundar mais sobre autoconhecimento, bem-estar e qualidade de vida? Separamos aqui outros 4 (quatro) posts que, certamente, vão te interessar:

 

Ansiedade: um guia completo para entender e combater o problema;

Como combater a ansiedade através de atividades físicas;

Descubra os benefícios da meditação guiada para dormir;

Yoga: tudo o que você precisa saber para começar hoje mesmo.

 

E para você se manter sempre atualizado e acompanhando as novidades, comece agora mesmo a nos seguir nas diversas redes sociais: Facebook, Instagram e também aqui no Blog Zenfy.