burnout sintomas

22-01-2021

Sintomas de Burnout: como reconhecê-los?

Entenda o que é Burnout, seus principais sintomas, como evitar esta doença e manter o bem-estar no trabalho

 

O ano de 2021 será marcado pela tentativa de retorno a algumas rotinas, assim como um novo foco para o bem-estar (tanto individual como coletivo). O início da vacinação contra o coronavírus estabelece, no Brasil, um marco de esperança de que o pior ficou em 2020. Por isso, é o momento de você cuidar da sua saúde, inclusive mental. Desta forma, é fundamental entender os principais sintomas de burnout, assim como dicas para cuidar mais de você e evitar esta síndrome. Gostou? Vamos lá, então!

 

 

 

O que é síndrome de Burnout?

 

Antes de explicarmos os principais sintomas de burnout, é importante entender como surgiu este conceito. Logo no início, a síndrome de burnout esteve muito associada a campos profissionais que experimentam um nível elevado de estresses diariamente, tais como:

 

  • Médicos;
  • Policiais;
  • Bombeiros.

 

Porém, atualmente, o esgotamento profissional pode ser identificado nas mais diversas áreas.

Conceitualmente, de acordo com o Ministério da Saúde, a síndrome de burnout ou Síndrome do Esgotamento Profissional é um distúrbio emocional e gera uma exaustão extrema, além de estresse e esgotamento físico. Esse quadro é resultante de situações e ambiente de trabalho desgastantes que, muitas vezes, demandam muita competitividade ou responsabilidade.

A Revista Brasileira de Medicina do Trabalho explica que, atualmente, a síndrome de burnout é definida por uma combinação de três fatores:

 

  • exaustão emocional: diminuição da energia emocional pela demanda excessiva de trabalho);
  • despersonalização: senso de distância emocional do trabalho;
  • baixa realização pessoal: sensação de baixa autoestima e baixa eficácia no trabalho.

 

Por isso, tenha atenção em relação a estes três indicadores, sim?!

Ano passado escrevemos um post chamado de “Entendendo a Síndrome de Burnout” que fez muito sucesso entre nossos leitores. Vale a pena dar uma lida nele.

Mas será que é fácil identificar os principais sintomas de Burnout?

 

 

 

Sintomas de Burnout: como identificá-los?

 

De uma maneira geral, podemos resumir os sintomas de Burnout como: sensação de exaustão completa no trabalho, inferioridade em relação aos demais colegas, isolamento, angústia para ir trabalhar e a impressão de que nada do que você faz é satisfatório. É esse conjunto de sintomas que é caracterizado como síndrome de burnout (Fonte: Associação Nacional de Medicina do Trabalho – ANAMT).

Além disso, o ISMA-BR (International Stress Management Association) explica que a síndrome de burnout pode afetar qualquer pessoa, independentemente da idade, sexo ou atividade profissional. Para termos uma ideia de como esta síndrome tem afetado milhares de pessoas, estima-se que 30% dos profissionais brasileiros sofrem de burnout.

 

Apesar de ser tão comum será que você sabe reconhecer os principais sintomas de Burnout?

 

 

Principais sintomas de burnout

 

O sintoma mais típico da síndrome de burnout é a sensação de esgotamento físico e emocional. Tal sensação pode se materializar nas seguintes atitudes:

 

  • Ausências no trabalho;
  • Mudanças bruscas de humor;
  • Agressividade e irritabilidade;
  • Isolamento;
  • Dificuldade de concentração;
  • Lapsos de memória;
  • Pessimismo;
  • Baixa autoestima.

 

Além disso, os sintomas de burnout podem se confundir com outras doenças, tais como:

 

 

 

Burnout é o mesmo que estresse?

 

É muito comum que as pessoas confundam a síndrome de burnout com o estresse. Mas será que são a mesma coisa? Na verdade, o que ocorre é que os sintomas do estresse também estão presentes na síndrome de burnout. Ou seja, podemos dizer que a síndrome de burnout é uma consequência do estresse crônico relacionado com o trabalho.

Como assim? A principal característica da síndrome de burnout, como já vimos anteriormente, é o estado de exaustão e tensão emocional desequilibrado provocado por condições de trabalho física e emocionalmente desgastantes. Já o estresse é uma reação do corpo a situações de ameaça.

 

 

Outros sintomas de Burnout

 

Outros sinais/sintomas de burnout incluem:

 

  • demorar muito tempo para realizar as tarefas profissionais;
  • faltar ou chegar atrasado muitas vezes ao trabalho;
  • Outro sinal que pode aparecer na síndrome de burnout é durante as férias: assim, quando o indivíduo tira férias, é comum não se sentir prazer durante esse período. Desta forma, ao voltar para o trabalho, tem a sensação de ainda estar cansado.

 

 

 

Dicas para prevenir burnout

7 dicas para previnir o burnout

 

O Ministério da Saúde preparou 7 (sete) dicas para prevenir a síndrome de Burnout. Quer ver?

  • Defina pequenos objetivos na vida profissional e pessoal;
  • Participe de atividades de lazer com amigos e familiares;
  • Faça atividades que “fujam” à rotina diária, como passear;
  • Converse com alguém de confiança sobre o que se está sentindo;
  • Faça atividades físicas regulares. Pode ser academia, caminhada, corrida, bicicleta, natação, dentre outros;
  • Evite consumo de bebidas alcoólicas, tabaco ou outras drogas;
  • Não se automedique nem tome remédios sem prescrição médica.

 

Após um ano que foi tão atípico e desafiador, é importante manter o bem-estar no ambiente de trabalho, tanto o nosso quanto de nossos colegas. Por isso, caso você perceba alguns dos sintomas de burnout, é fundamental procurar ajuda profissional especializada. E cuide também dos seus colegas: converse, pergunte. Caso você identifique os sintomas de burnout em alguém da equipe, tente ajudá-lo a procurar ajuda.

Quer continuar lendo mais sobre autoconhecimento, bem-estar e qualidade de vida? Separamos aqui 3 (três) posts que, certamente, vão te interessar e irão te ajudar na busca pelo autoconhecimento, assim como ter bem-estar na sua vida pessoal quanto profissional:

 

Metas para 2021: como começar o ano com um planejamento [muito] eficiente

9 dicas de motivação pessoal

O que é resiliência e como aplicá-la na rotina diária

 

E para você se manter sempre atualizado e acompanhando as novidades, comece agora mesmo a nos seguir nas diversas redes sociais: Facebook,  Instagram e também aqui no Blog Zenfy.