padrao de beleza e suas consequências

08-07-2021

Padrão de beleza e as consequências de tentar atingi-lo

Entenda o que é padrão de beleza, como é construído culturalmente e veja os principais problemas de quem busca, incessantemente, alcançar tais padrões

 

O conceito de padrão de beleza ainda é dominado por padrões hegemônicos e, muitas vezes, opressivos. Porém, tais padrões mudam, tanto regionalmente quanto ao longo do tempo.

Para entender mais sobre esse fenômeno, no post de hoje vamos:

  • Descobrir o que é padrão de beleza;
  • Como é construído culturalmente;
  • E os principais problemas de quem busca, incessantemente, alcançar tais padrões.

 

Vamos lá?

 

A construção do padrão de beleza está relacionada com a cultura

 

O Portal Hypeness explica que o padrão de beleza é uma construção cultural, sujeito às mudanças ao longo do tempo.

Por exemplo, o padrão de beleza dominante durante a década de 80 eram mulheres extremamente magras. Já agora, em pleno ano de 2021, há um culto maior pelo padrão fitness.

 

Como o nosso padrão de beleza pode mudar em apenas poucos minutos: o papel da mídia sobre o padrão de beleza

 

A Super Interessante contou sobre uma pesquisa bem curiosa. Ela mostra como todos nós somos influenciados por padrões de beleza impostos, principalmente, pela mídia.

O pesquisador suíço Jean-Luc Jucker, da Universidade de Neuchâtel, foi até um vilarejo na isolada Costa do Mosquito, na Nicarágua.

Lá, as casas, até então, tinham apenas algumas poucas lâmpadas acionadas por energia solar. Porém, em breve, terão a instalação de uma rede elétrica e, provavelmente, as casas passarão a ter televisão e geladeira.

O pesquisador selecionou 80 voluntários que estavam prestes a instalar aparelhos em suas casas.

Nessa pequena amostra, que era composta por pessoas com idade entre 16 e 78 anos, usaram uma espécie de gerador de personagens do The Sims para mostrar aos pesquisadores o que eles consideravam um corpo feminino ideal.

Para termos uma ideia deste primeiro resultado: as mulheres representadas saíram mais “gordinhas” que os manequins considerados ideais pelos norte-americanos ou pelos europeus.

Depois, este grupo foi dividido em dois grupos menores, com 40 pessoas cada um. Vamos de chamar aqui de grupo A e grupo B.

  • O grupo A foi exposto a 72 imagens de modelos magras durante 15 minutos.
  • Já o grupo B foi exposto a 72 imagens de modelos plus size durante 15 minutos.

Depois, ambos os grupos voltaram ao programa de computador.

Os corpos ideais, dessa vez, ficaram levemente mais magros (grupo A) ou mais gordos (grupo B) de acordo com o tipo de modelo que cada pessoa tinha visto.

Porém, não se sabe se o impacto é duradouro ou momentâneo desta percepção do corpo ideal.

 

E a questão da beleza e simetria?

 

Quem já não ouviu a relação entre um padrão de beleza perfeito e a simetria, não é mesmo?!

A relação da beleza com simetria tem muitos séculos, mas ficou mais evidente durante o Renascimento, quando se popularizaram as regras áureas ou proporções divinas.

Por exemplo, que o nariz precisa estar posicionado em um certo lugar do rosto, assim como os olhos e bocas, para que ele seja “harmônico”. Isso tudo era visto no campo da arte durante o Renascimento. Um dos exemplos é Leonardo Da Vinci e o seu “Homem Vitruviano”.

E, na atualidade, como a simetria se relaciona com o padrão de beleza?

De acordo com o Portal Elle, em 2016 essa proporção áurea foi usada para rankear as mulheres mais belas do mundo.

O médico Julian de Salva, que administra o Centro de Cirurgia Facial Cosmética e Plástica, em Londres, usou um programa de computador com tecnologia de mapeamento facial para medir as proporções de rostos mundialmente conhecidos e descobrir quem tinha a aparência perfeita.

As mais simétricas pelo programa foram:

  • Amber Heard foi considerada a mais simétrica;
  • Kim Kardashian;
  • Kate Moss.

 

Algumas consequências de um padrão de beleza tão rígido

 

A University College London (UCL) fez, em 2019, um estudo que mostrou que redes sociais elevam a ocorrência de depressão em meninas adolescentes.

  • 75% delas sofrem de depressão, também têm baixa autoestima e estão insatisfeitas com sua própria aparência.
  • Além disso, pode gerar muitos distúrbios e compulsões alimentares, tais como bulimia e anorexia.

Em 2019, o Brasil se tornou o país que mais fez cirurgias plásticas e procedimentos estéticos no mundo.

Entre 2016 e 2018, dados da própria Sociedade Brasileira de Cirurgiões Plásticos (SBCP) mostram que houve um aumento de 25% nas intervenções estéticas aqui no Brasil.

Não sabemos deste número quantas cirurgias plásticas têm objetivos estéticos.

Porém, tais dados chamam atenção.

 

O corpo perfeito e a busca por um padrão

 

O Portal G1 explica que a busca pelo corpo perfeito, aquele que se encaixa nos padrões de beleza impostos por determinada sociedade e cultura, pode ser vista diariamente em clínicas, academias ou em rodas de bate-papo sobre aquele último regime “milagroso”.

E o que isso pode gerar?

Esta obsessão pela imagem leva as pessoas a estabelecerem metas, muitas vezes totalmente irreais, sem medirem sacrifícios nem as consequências.

Por quê?

Porque sentir-se bem com o próprio corpo fica muito difícil em um contexto no qual ditam padrões de beleza que são irreais e inalcançáveis para a maior parte das pessoas.

Isso não significa que as pessoas não devem investir em uma alimentação saudável e em uma rotina de exercícios físicos. Isso está relacionado com saúde e bem-estar e não, necessariamente, em conseguir alcançar algum tipo de padrão de beleza preestabelecido.

Por isso, ainda citando o Portal G1, ele explica que associar barriga negativa ou muitos quilos a menos à felicidade pode gerar muita frustração e problemas psicológicos.

Saúde, sim, ditadura de padrão de beleza, não!

 

Quer continuar se informando? Separamos aqui outros posts que, certamente, irão te interessar. Olha nossas sugestões:

 

Principais tipos de compulsões

O que são compulsões alimentares?

Ansiedade: um guia completo para entender e combater o problema

 

E para você se manter sempre atualizado e acompanhando as novidades, comece agora mesmo a nos seguir nas diversas redes sociais: Facebook, Instagram e também aqui no Blog Zenfy.