Transtorno de Ansiedade Social TAG

01-06-2020

O que é Transtorno de Ansiedade Social?

Entenda o que é o Transtorno de Ansiedade Social (TAS) ou fobia social, seus principais sinais e como são os tratamentos.

 

O Transtorno de Ansiedade Social (TAS), também é conhecido como Fobia Social, é definido como o medo ou ansiedade acentuados acerca de uma ou mais situações sociais em que o indivíduo é exposto a possível avaliação por outras pessoas.

Exemplos destas interações sociais: manter uma conversa, encontrar pessoas que não são familiares, ser observado comendo, ou bebendo, ou em situações de desempenho diante de outros (por exemplo, proferir palestras). No caso das crianças, a ansiedade deve ocorrer em contextos que envolvem outras crianças, e não apenas em interações com adultos (Fonte: Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais DSM-5, 2014).

Segundo a CID – 10 (Classificação Internacional de Doenças), as Fobias Sociais estão classificadas através do código F40.1.

 

Números sobre o Transtorno de Ansiedade Social

O Brasil não tem muitos dados atuais disponibilizados sobre a fobia social. Porém, um estudo nos Estados Unidos divulgado pelo National Institute of Mental Health estimou que 7,1% dos adultos americanos apresentaram sinais de fobia social e 12,1% sofreram esse transtorno em algum momento de suas vidas. Em relação a prevalência em relação ao gênero, o mesmo estudo mostrou que a fobia social foi maior entre as mulheres (8,0%) do que entre os homens (6,1%).

 

Transtorno de Ansiedade Social e a timidez

É muito comum que a pessoa que sofre de TAS seja taxada como tímida. Porém, há uma grande diferença entre a fobia social e a timidez. A Associação Brasileira de Psiquiatria pontua que a timidez e o TAS possuem determinadas características em comum, como:

  • sintomas cognitivos: por exemplo, medo da avaliação negativa;
  • sintomas somáticos: por exemplo, tremores, rubores, sudorese;
  • sintomas comportamentais: evitação de situações sociais.

Porém, ainda não é possível traçar a relação entre ambas as condições. No geral, há duas possibilidades que têm direcionado os estudos:

  • Hipótese 1: Essas condições fazem parte de um continuum, cujos limites seriam, em uma extremidade, a timidez muito leve e, no extremo oposto, o TAS.
  • Hipótese 2: a timidez e o TAS são duas condições parcialmente sobrepostas que partilham sintomas em comum, sendo a timidez uma condição mais ampla e heterogênea do que o TAS.

De qualquer forma, os estudos parecem convergir para a compreensão de que a timidez é um traço de personalidade comum e, isoladamente, não pode ser considerada como patológica. Porém, quando timidez estiver associada a preocupações intensas e a prejuízos em áreas importantes da vida do indivíduo, ela não deve ser vista como algo normal. Sendo assim, o diagnóstico de TAS deve ser levado em consideração para uma avaliação profissional.

 

Quais são os principais sintomas da fobia social?

É importante lembrar que é natural sentir um certo desconforto diante de situações que nos tiram da nossa zona de conforto. Por exemplo, alguém que não tem o hábito de falar para um grande público, é normal sentir um frio na barriga ou o coração acelerado momentos antes de começar a apresentação. Esse tipo de sinal relacionado com ansiedade é uma reação normal do nosso próprio organismo. Porém, há pessoas para quais esses sinais são extremamente acentuados em situação de interação social.

Quando os sinais de ansiedade se tornam desproporcionais, pode ser um indicativo de um problema que precisa ser tratado. Além disso, os sintomas do TAS podem ser confundidos com outros transtornos. Por isso, consultar um profissional especialista é fundamental. Porém, no geral, é possível identificar alguns sintomas físicos e emocionais relacionados com a fobia social e que afetam, diretamente, a rotina do indivíduo.

Em relação aos principais sinais emocionais, têm-se:

  • Pensamentos negativos sobre si;
  • Medo de interagir com outras pessoas (sinal com duração maior que seis meses);
  • Receio em ser o centro das atenções;
  • Ansiedade desproporcional à situação.

Já em relação aos sinais físicos, têm-se:

  • Batimento cardíaco acelerado;
  • Falta de ar;
  • Tontura;
  • Tremor nas mãos;
  • Alteração na voz.

Alguns critérios para o diagnóstico de transtorno de ansiedade social (segundo o DSM-4) trazidos pela Associação Médica Brasileira (AMB):

  • Medo acentuado e persistente de situações sociais ou de desempenho (como falar ou comer em público), onde o indivíduo é exposto a pessoas estranhas ou ao possível escrutínio por outras pessoas;
  • A pessoa reconhece que o medo é excessivo ou irracional;
  • Estas situações sociais e de desempenho temidas são evitadas ou suportadas com intensa ansiedade ou sofrimento;
  • Os sintomas causam sofrimento significativo ou prejuízo no desempenho social/ocupacional.

 

Principais tratamentos para o Transtorno de Ansiedade Social

A AMB destaca a importância da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), pois esta modalidade apresenta maior grau de eficácia para o tratamento do TAS. Dentre as técnicas utilizadas na psicoterapia cognitivo-comportamental, estão incluídas a psicoeducação, o relaxamento muscular progressivo, o treinamento de habilidades sociais, a exposição imaginária e ao vivo, o vídeo feedback e a reestruturação cognitiva.

Além disso, uma outra opção complementar é a TCC em grupo. Ela costuma ser bastante utilizada devido ao uso da exposição às situações temidas, uma vez que o grupo é utilizado como rede de suporte para os desafios terapêuticos, onde há a possibilidade de se desenvolver habilidades e comportamentos por observação dos outros participantes.

Há também a possibilidade do uso de tratamento medicamentoso para o tratamento do TAS, mas sempre através da prescrição e acompanhamento médico especializado.

Procurar um especialista é sempre fundamental quando o indivíduo está sentindo um desconforto anormal e desproporcional, além de achar que os sinais estão impactando na sua rotina. Você quer continuar se informando? Separamos aqui dois outros posts que, certamente, vão te interessar. Comece lendo “Entendendo o que é ansiedade”. E depois, para relaxar, pode aprender como diminuir os sinais da ansiedade através das atividades físicas com o post “Como combater a ansiedade através de atividades físicas”. E se você quiser se manter sempre atualizado, basta nos seguir através do Facebook, do Instagram ou através do Blog Zenfy.