9 dicas de motivação pessoal

08-01-2021

9 dicas de Motivação Pessoal: como usar a automotivação em nome da felicidade

Separamos 9 dicas de motivação pessoal para te ajudar a viver feliz em busca dos seus sonhos e objetivos. Conheça nossas estratégias de automotivação.

 

Para falar sobre motivação pessoal precisamos ter em mente que estamos abordando um conceito bem relativo. Basta pensar, o que te deixa empolgado(a)? O que te dá “tesão” pela vida?

Se para você essa é uma pergunta fácil de responder, ótimo!

Mas é bem comum nos sentirmos motivados ou desmotivados e na superfície nem saber exatamente o motivo. Conforme a vida se desenrola, este desconhecimento de si pode fazer com que você se veja pra baixo, ou até mesmo enfrentando problemas como ansiedade, stress e depressão.

No post de hoje vamos falar justamente sobre isso. Como usar a automotivação como tática para ser uma pessoa mais feliz e tranquila, realizando os seus sonhos e objetivos pessoais.

 

 

 

O que é motivação pessoal

 

Vamos fazer um exercício bem simples (e superficial). Responda: o que pode influenciar na motivação de uma pessoa?

Família? Dinheiro? Ambiente? Propósito? Causa? Um prêmio? Competição? Um prato de comida? Uma estrelinha no boletim?

Tudo isso pode estar por trás do que faz uma pessoa se sentir impulsionada a buscar algo a mais.

Afinal, a motivação pessoal é aquilo que faz um indivíduo correr atrás dos seus sonhos e objetivos.

Neste sentido, não é preciso de muitas voltas para entendermos que este conceito é algo extremamente individual.

Nossa primeira dica sobre o tema fala justamente sobre isso.

 

 

 

9 dicas de motivação pessoal

 

motivacao pessoal fisico emocional mental

 

 


1 – Tente descobrir: o que te motiva e o que te desmotiva?

 

você se sente desmotivado? comece tentando descobrir o porque

Você se sente desmotivado? Se sim, tente responder o “porquê”.

 

Calma! Não vamos ser simplistas.

 

Este, NÃO é um método em que você vai responder X perguntas e descobrir o seu propósito ou o segredo da sua felicidade.

Até porque, as vezes pode levar um bom tempo de terapia para responder esta pergunta (“o que me motiva”) com precisão.

Mas acontece que é justamente esta jornada o grande pulo do gato para impulsionar a motivação pessoal.

Preocupe-se com o tema. Adote uma estratégia para ampliar o seu autoconhecimento, e aos poucos você vai começar a entender o que esta te prendendo (ou impulsionando) para buscar seus objetivos tanto pessoais quanto profissionais.

 

Dentro deste ponto, ainda vale outra dica: a gente muda conforme os anos! Aquele seu eu jovem, que achava que só seria feliz vivendo com uma prancha perto o mar, hoje pode estar empolgadíssimo trabalhando até a meia noite para montar uma startup no mercado financeiro.

Embora o exemplo mais clássico (e clichê) seja justamente o oposto, isso vale para você deixar de lado o preconceito que tem consigo mesmo. Tente entender o que te faz ter fôlego para correr uma maratona, e não aquilo que você acha que daria orgulho para sua família ou amigos.

 

 

 


2 – Permita-se sonhar

o sonho é combustvel da motivacao pessoal

 

Um sonho é, por si só, uma motivação. Portanto, permitir-se sonhar pode ser um modo bastante interessante de buscar uma motivação pessoal.

Aqui vale reforçar um ponto: estamos abordando o assunto de maneira superficial. “Permitir-se sonhar” é algo bem fácil de falar. Mas a prática é outra história. Algumas pessoas podem ter facilidade em descobrir o seu sonho. Para outros, pode ser necessário investigar profundamente.

Mas voltando ao ponto principal do tópico, a ideia é chamar a sua atenção para a importância do sonho.

Você está correndo atrás do seu?

Ou melhor: você tem um sonho, por mais secreto que ele seja?

Reflita sobre isso, e busque trazer uma aspiração maior para sua vida. A motivação pode aparecer como consequência disso.

Acordar, trabalhar, e talvez até dormir, pode ficar mais fácil quando você resolve trilhar um caminho para realizar seus maiores desejos.

 

 

 


3 – Crie meios para que o seu sonho seja viável

 

Quando falamos em sonho, nos referimos a algo em que sua participação/esforço seja fundamental.

Por exemplo: se o seu sonho é ganhar na Mega-Sena, o que você pode fazer além de jogar? Pouca coisa, não é?

No mesmo sentido, se você sonha em “ficar rico”, quer conquistar isso fazendo o quê? “Qualquer coisa”? Então isso talvez não seja necessariamente um sonho, apenas uma necessidade de afirmação.

Para se sentir motivado de verdade, é importante sentir que você pode, e está, fazendo a diferença para encontrar este objetivo maior. Portanto, crie meios para que esta busca se transforme em rotina/prática.

Planeje, pense em etapas menores, e corra atrás de cada uma delas, até alcançar o seu objetivo maior.

Mais do que isso, saiba que a motivação não é um sentimento constante. Altos e baixos podem surgir, tudo é uma questão de ter resiliência para superar os desafios.

 

ima entre voce e sua motivacao

 

 


4 – Fique bem com o seu corpo (faça exercícios)

exercício motivação

Não estamos falando em ter um corpo fit, muito menos em buscar um padrão de beleza.

Mas, sim, buscar um bem-estar físico. A prática de exercícios tem tudo a ver com a motivação pessoal.

Pesquisando em algumas bibliografias você até vai encontrar justificativas biológicas para tanto. Mas não é sobre isso que vamos falar aqui.

Você só vai encontrar motivação para transformar a prática de exercícios em algo rotineiro na sua vida, se descobrir uma atividade que te proporcione prazer.

Tendo alcançado isso, essa conquista pode refletir na sua motivação pessoal com um todo: influencia na disciplina, na autoestima, em sentir que você tem poder para superar cada desafio.

Se parar para pensar, esta jornada abriga várias metáforas para tudo o que falamos até agora. “Descobrir o que gosta e ter paciência para superar seus desafios” vale tanto para um caso quanto para o outro.

 

Alguns links úteis:

 

 

 


5 – Estude!

 

Ahhh se a gente pensasse assim na época da escola, não é mesmo?

 

Mas não adianta. Algumas coisas só aprendemos com a maturidade. E uma delas é a importância de estudar.

Aumenta sua autoestima e pode influenciar na sua motivação pessoal e profissional.

Estude. Busque aperfeiçoar conhecimentos que farão bem para sua carreira e também para sua vida como um todo.

Vale tudo: desde um mestrado até mesmo um curso de artesanato.

Só cuide para não cair na armadilha da pilha virtual de cursos. Com o avanço do ensino online, o que não faltam são opções e, mais do que isso, ofertas, a um clique de distância.

Novamente, vale olhar para dentro e avaliar se isso tem a ver com aquilo que você é. Se faz parte dos seus objetivos maiores, e se você tem tempo para tanto!

Do contrário, o tiro pode sair pela culatra: você terá uma lista enorme de cursos pendentes, e pode se ver desmotivado para concluí-los.

 

 

 


6 – Reavalie os obstáculos para a sua motivação pessoal

 

A autossabotagem talvez seja a maior inimiga da automotivacão.

E, neste sentido, descobrir como e porque você está jogando contra si pode ser muito mais urgente (ou importante) do que a tão famosa jornada pelo seu sonho ou propósito.

O meio de investigar isso mais afundo, com mais propriedade, solucionando a questão, é a terapia. Mas existem técnicas de coaching que podem te ajudar a reavaliar algumas barreiras impostas por você mesmo.

Uma delas é o diagrama de ganhos e perdas. Vamos resumir aqui. Responda:

  • 1 – O que você GANHA se ALCANÇAR o sue objetivo?
  • 2 – O que você PERDE se ALCANÇAR o seu objetivo?
  • 3 – O que você GANHA se NÃO ALCANÇAR o seu objetivo?
  • 4 – O que você PERDE se NÃO ALCANÇAR o seu objetivo?

 

O simples ato de responder estas perguntas te ajuda a reavaliar a situação com mais consciência, e assim entender o que pode estar influenciando na sua decisão ou até mesmo te sabotando.

Lembrando que o ideal é sempre contar com um profissional te orientando, seja ele um coach ou um profissional com especialização em psicologia.

 

quadro de ganhos e perdas

 

 


7 – Crie seus rituais

rituais para motivação pessoal

Embora estejam voltando à moda, os rituais ainda carregam certo preconceito.

Mas, se parar para pensar, você provavelmente já tem os seus e nem sabia. Isso nos acompanha desde que começamos a nos desenvolver como humanos. Seja ao nos prepararmos para a caça, ou para um dia de trabalho no escritório.

Os rituais, principalmente os matinais, te ajudam a “entrar no clima”, criando uma rotina que te incentive a adentrar aos desafios do dia com mais motivação.

Neste sentido, normalmente, as sugestões de rituais matinais envolvem:

 

  • Alimentação
  • Meditação
  • Atividade física
  • Autodesenvolvimento
  • Disciplina

 

Em geral, um ritual precisa ser algo que te proporcione prazer em todo o processo. De certa forma, é uma estratégia para que você já durma pensando em acordar e aproveitar este momento.

 

Aqui separamos alguns artigos com dicas de rituais matinais:

 

 

 


8 – Encontre motivação pessoal no seu propósito de vida

 

A busca pelo propósito vem sendo um dos assuntos mais batidos nos últimos anos.
E nem sempre isso é levado da forma que deveria, tratando o propósito como se fosse uma condição única para a felicidade.

Encontrar um propósito de vida é algo realmente valioso. Mas, muitas vezes, é difícil conseguir colocar em palavras o que este tal grande objetivo significa. E isso gera confusão.

Fora isso, é muito comum ver pessoas associando propósito ao trabalho. O que não precisa ser verdade. Embora é importante que um ajude na viabilização do outro, não significa que as duas coisas precisam ser realizadas exatamente ao mesmo tempo.

De qualquer forma, o propósito é motivação pura. É justamente aquilo que falamos no início do texto, sobre descobrir o que te faz querer ir mais adiante. O que você quer realizar.

O propósito muitas vezes é tratado como algo quase mágico, pois realmente tem um grande efeito na vida da pessoa, ao ponto de estudos levantarem a ideia de que quem tem um propósito bem definido vive mais.

 

Portanto, aqui vão umas dicas:

  • Metas e sonhos podem ser individuais, mas o propósito é sempre coletivo;
  • O propósito é descoberto a partir do momento em que você conhece melhor a si mesmo;
  • Pensar demais em encontrar um propósito pode te afastar dele, é preciso de calma;
  • Tá tudo bem não saber o seu propósito hoje. Se você estiver buscando o melhor para si mesmo, já estará no caminho certo;
  • Embora o propósito seja coletivo, é melhor resolver os seus conflitos internos primeiro.

 

Achamos legal este infográfico do blog Benefi, que mostra o propósito na visão de pessoas e empresas:

infografico-vantagens-do-proposito-pessoas-x-empresas
Fonte: Benefi

 

 

 


9 – Conte com a ajuda de um profissional

 

A ausência de motivação pessoal pode ser o resultado de muitas coisas, mas também um sinal para tantas outras.

Por exemplo:

Talvez você se pegue desmotivado no trabalho remoto, e depois de um tempo percebe que isso é resultado do simples desconforto físico em decorrência da sua estação de trabalho (mesa, cadeira, enfim…).

Mas também pode indicar que você está se sentindo sem propósito, ou enfrentando problemas como ansiedade, stress ou depressão.

O primeiro passo para mudar esta realidade é sempre olhar para dentro e para o que está ao seu redor. Mas, como bem dizem as propagandas de remédio na televisão, “ao persistirem os sintomas, um médico deverá ser consultado”.

Neste caso, podemos estar falando de um médico mesmo (psiquiatra), ou então de um psicólogo, ou mesmo um coaching de carreira.

De qualquer forma, não tenha medo de buscar ajuda para resolver problemas de motivação. Isso evita problemas maiores, e pode ser o atalho para a realização de um grande sonho!

 

Se você está se sentindo desmotivado, aqui deixamos alguns links que podem te interessar:

 

 

O que achou do nosso conteúdo?

 

Esperamos que tenha te ajudado de alguma maneira.

E para você se manter sempre atualizado e acompanhando as novidades, comece agora mesmo a nos seguir nas diversas redes sociais: Facebook, Instagram e também aqui no Blog Zenfy.