atividades fisicas ansiedade

17-03-2020

Como combater a ansiedade através de atividades físicas

Entenda qual é a relação entre a prática de atividades físicas e o combate a ansiedade, além de dicas de algumas atividades para você começar hoje mesmo.

 

A atual configuração da rotina de grande parte das pessoas acaba sendo propícia para a geração de problemas emocionais e/ou físicos, dentre eles a ansiedade. Uma forma interessante para se combater a ansiedade é através da prática de atividades físicas, seja de maneira isolada ou através da combinação com outros tratamentos indicados por um médico especializado.

Assim, os exercícios e as atividades físicas contribuem para a melhoria da qualidade de vida da pessoa, assim como ajudam a combater os sintomas relacionados com a ansiedade.

No post “Entendendo o que é ansiedade” trouxemos alguns conceitos de ansiedade. Em um aspecto técnico, o termo ansiedade é utilizado para descrever a resposta mental e psíquica a situações de medo ou ameaça. Essa resposta pode incluir tremores, falta de ar, aumento dos batimentos cardíacos, sudorese, alterações gastrointestinais e outros sintomas (Anvisa, 2012). A ansiedade, sem exageros, estimula o indivíduo a entrar em ação. Porém, quando esta ansiedade se manifesta em excesso, pode tornar-se patológica, ou seja, prejudicial ao funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal) (Ministério da Saúde, 2015).

 

Qual a relação entre as atividades físicas e o combate a ansiedade?

O Ministério da Saúde salienta que a prática de atividade física traz resultados tanto para a mente quanto para o corpo, cujo os benefícios vão muito além de manter ou perder peso. Dentre as vantagens, ele destaca a redução do risco de:

  • Hipertensão;
  • Doenças cardíacas;
  • Acidente vascular cerebral;
  • Diabetes;
  • Câncer de mama e de cólon;
  • Depressão.

Além disso, a atividade física fortalece ossos e músculos e reduz ansiedade e stress. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a prática de 150 minutos semanais de atividade física considerada leve ou moderada. Ou seja, apesar da falta de tempo ser um problema para a maior parte das pessoas, menos de 30 minutos diários acaba sendo algo factível para ser inserido na rotina pessoal. Além disso, o Ministério da Saúde salienta a importância da prática de atividades físicas e manter uma alimentação saudável  como alguns dos hábitos importantes para ter uma boa saúde mental.

E como essa relação entre exercício físico e o combate a ansiedade acontece? Quando uma pessoa pratica uma atividade física, são liberadas diversas substâncias na sua corrente sanguínea que aumentam a sensação de bem-estar e prazer. Dentre estas substâncias, a endorfina tem um papel de destaque, pois reduz o stress e a ansiedade. Ela é produzida pelo cérebro tanto durante quanto depois da prática de atividade física.

 

Dicas para começar a praticar atividades físicas

O Ministério da Saúde sugere algumas dicas para a pessoa começar a prática de atividade física, tais como:

  • Começar com uma atividade com pouca exigência de preparo físico;
  • Priorizar locais adequados para a prática de atividade física, tais como parques e praças, privilegiando os locais perto da própria casa (para não exigir grandes deslocamentos);
  • Tentar priorizar atividades realizadas pelo círculo de amizade, o que poderá ser um estímulo a mais.

 

Atividades físicas que ajudam a combater a ansiedade

Para combater a ansiedade, a sugestão é escolher uma atividade física que traz prazer para o praticante. As atividades que demandam maior movimentação corporal e gasto energético também podem ser boas opções, desde que o praticante se sinta bem e tenha autorização do seu médico. Separamos aqui algumas atividades físicas que podem ser adequadas para grande parte das pessoas.

 

Caminhada

A caminhada é uma atividade física bem democrática: é acessível para um grande número de pessoas (desde jovens até idosos), simples e pode ser feita na maior parte dos lugares. Outra vantagem é que ela pode funcionar como uma meditação ativa. Uma dica é tentar conciliar a caminhada com o ar livre, pois este contato com a natureza faz bem para o corpo e para a mente.

 

Correr

Para quem está com o preparo físico melhor e tem o aval do médico, a corrida ajuda a combater a ansiedade. Ela é considerada uma atividade física aeróbica moderada, e exige bastante energia do corpo. Com isso, produz mais endorfina e, assim, aumenta a sensação de bem-estar e contribui para uma melhor resistência física. É importante reforçar que quem deseja iniciar essa prática deve começar devagar, com caminhadas leves.

 

Andar de bicicleta

Assim como correr, pedalar também melhora o condicionamento físico e favorece a saúde do coração. Como esta atividade trabalha com o equilíbrio e a confiança, traz contribuições positivas para o combate à ansiedade.

 

Dançar

A dança exerce um poder terapêutico de diversas formas diferentes, pois contribui para a manutenção do peso, aumenta a flexibilidade, trabalha a coordenação motora e contribui para a melhoria da autoestima. Por ser uma prática divertida e prazerosa, dançar ajuda a aliviar o stress e a combater a ansiedade.

 

Que tal começar agora?

As pessoas devem buscar atividades físicas que não proporcionem apenas o combate a ansiedade, mas também que permitam o aumento do círculo social e de convivência e, desta forma, contribuir para a melhoria do bem-estar geral. É importante lembrar que é necessário que seu médico especialista concorde com sua escolha da atividade.

Além disso, sempre vale a pena lembrar: use calçados e roupas adequadas para a prática de atividade física e mantenha uma garrafinha de água sempre ao seu lado. No caso de atividades físicas ao ar livre, se forem durante o dia, é fundamental o uso de protetor solar.

A Plataforma Saúde Brasil do Ministério da Saúde também traz diversas dicas de como começar a se exercitar.

Quer saber mais sobre ansiedade? Temos um outro conteúdo que vai te interessar muito “Alimentação: comer menos fruta e vegetais pode causar ansiedade?”  Mantenha-se sempre atualizado seguindo-nos através do Facebook, do Instagram ou através do Blog Zenfy.