Ansiedade na gravidez

12-07-2020

Ansiedade na gravidez: causas e como combater

A gravidez pode gerar muitas oscilações emocionais. Entenda o que é a ansiedade durante a gravidez e como combatê-la

 

A gravidez é um período de intensas mudanças, sejam elas hormonais, físicas ou emocionais. Independentemente de ter sido uma gravidez planejada ou não, muitas vezes essa descoberta pode gerar muitos medos.

Para o Ministério da Saúde, a palavra ansiedade tem diversas definições não técnicas, tais como aflição, angústia, perturbação do espírito causada pela incerteza, relação com qualquer contexto de perigo, dentre outros. Porém, dentro de um contexto técnico, a ansiedade pode ser entendida como um fenômeno que pode nos beneficiar ou prejudicar, dependendo das circunstâncias ou intensidade, podendo tornar-se patológica, isto é, prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal). Neste contexto, a ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz exatamente o contrário, impedindo reações.

E aí, identificou alguma destas situações? No post de hoje vamos analisar a ansiedade na gravidez.

 

Gravidez: principais mudanças

A gravidez gera, dentre todas as mudanças, uma explosão de hormônios e isso pode gerar consequências emocionais na grávida, como o aumento da ansiedade. Na gravidez, há o aumento da produção de progesterona e estrogênio e um dos efeitos destes hormônios em grandes quantidades no organismo, assim como o HCG, é a oscilação do humor da mulher e, de alguma forma, deixá-la mais ansiosa.

Uma outra mudança, que é extremamente perceptível, é a mudança física e o inevitável ganho de peso. Seja um aumento de peso recomendável, ou um excesso de peso que possa comprometer a saúde da mãe e do bebê, essas mudanças físicas também podem ser uma fonte de ansiedade para a mulher.

Atrelada a essas mudanças, muitas vezes no último trimestre o próprio sono começa a ficar comprometido, muitas vezes devido ao desconforto e de não encontrar uma posição adequada para dormir. E essa falta de qualidade do sono também pode aumentar os sintomas ligados a ansiedade.

 

Como superar a ansiedade na gravidez

Se os sintomas relacionados com a ansiedade forem sentidos pontualmente, há algumas formas da mulher grávida tentar minimizá-los.

 

Atividades físicas

Manter uma rotina de atividades físicas pode auxiliar a gestante a controlar a ansiedade, trazendo benefícios para a futura mamãe e para o bebê. Além disso, as atividades físicas podem ajudar na manutenção de um peso saudável que é importante para manter a saúde geral durante a gravidez. Porém, antes de começar a praticar atividades físicas, converse com seu médico para saber se tem alguma contraindicação.

 

Alimentação saudável

Manter uma alimentação saudável e balanceada, além de ajudar o desenvolvimento do bebê, também auxilia para o bem-estar da mulher e, com isso, pode ajudar a melhorar os sintomas relacionados com a ansiedade. A Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) reforça que uma alimentação saudável também contribui para a prevenção de várias doenças para o bebê, devido a programação metabólica fetal.

Se os sintomas atribuídos a ansiedade ficarem mais intensos é fundamental procurar ajuda especializada para não comprometer nem a saúde da mamãe e nem do bebê. Você quer continuar se informando? Separamos outro post que, certamente, vai te interessar: “Como combater a ansiedade através de atividades físicas”. E se você quiser se manter sempre atualizado, basta nos seguir através do Facebook, do Instagram ou através do Blog Zenfy.